Lobão - Gravatá em minhas lentes

Recentes

http://www.gravataemminhaslentes.com.br/

Gravatá em minhas lentes

Em Foco Com A Notícia!!!

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Lobão






Lobão, nome artístico de João Luiz Woerdenbag Filho.
Nascido em 11 de outubro de 1957 no Rio de Janeiro.

é um cantor, compositor, escritor, multi-instrumentista, editor de revista e apresentador de televisão brasileiro. Sua carreira musical é marcada por grandes parcerias; compôs sucessos como "Me Chama", muito famosa na voz de vários intérpretes, e "Vida Louca Vida", conhecida na voz de Cazuza.
  

  
 Apesar de ter surgido e conseguido sucesso no ambiente marginal e underground do rock brasileiro nos anos 80, Lobão vem dialogando com diversos gêneros, como o samba, ao longo de sua carreira.[1] Em 1988, por exemplo, o disco Cuidado! contou com a participação da percussão da Estação Primeira de Mangueira 

Nascido em 1957 no Rio de Janeiro, Lobão possui ascendência holandesa.] Sua carreira começou aos dezessete anos, depois de sair de casa para se tornar músico profissional. Participou de uma peça teatral e em seguida entrou para a banda Vímana, da qual também faziam parte Lulu Santos, Ritchie, Luis Paulo e Fernando Gama. Três anos depois, com o fim do grupo, Lobão seguiu sua carreira de baterista, tocando com Luiz Melodia, Walter Franco e Marina Lima. Fundou a banda Blitz com Evandro Mesquita, Fernanda Abreu e outros, mas por divergências ideológicas, saiu do grupo antes mesmo do sucesso comercial. Foi Lobão quem deu o nome à banda, às vésperas de um show, após uma indecisão do grupo.






Lobão, começa sua carreira solo com o lançamento de Cena de Cinema, em 1982. Em seguida forma a banda "Lobão e os Ronaldos" 



que tinha na sua formação a cantora e tecladista holandesa Alice Pink Pank, ex-Gang 90 e as Absurdettes, além de Guto Barros, guitarrista e um dos fundadores da Blitz, que lança Ronaldo Foi Pra Guerra. Apesar do estrondoso sucesso de "Me Chama", a banda tem uma vida curta e Lobão segue carreira solo mantendo alta rotatividade na mídia, lançando o single "Decadence Avec Elegance" (1985) e o álbum O Rock Errou (1986), do qual "Revanche" se torna o carro-chefe. Logo após seu lançamento, Lobão é preso por porte de drogas, passando um ano na cadeia. Ali ele desenvolve o disco Vida Bandida, voltando aos holofotes. Depois de um flerte com o samba-rock e participações nos festivais Hollywood Rock e Rock in Rio II (onde recebeu uma vaia histórica), Lobão passa um período fora da mídia.

Suas atitudes polêmicas voltariam a ter evidência em 1999 depois de seu rompimento com as gravadoras e o lançamento de A Vida é Doce num esquema inédito, com distribuição pela internet, bancas de jornais e lojas de departamento. Após o sucesso da vendagem e de crítica com seus discos independentes A Vida é Doce (1999) e 2001: Uma Odisséia no Universo Paralelo (2001), lançou a revista Outracoisa, através da qual lança bandas e músicos de maneira independente, tais como Cachorro Grande, B.Negão e Arnaldo Baptista. Seu último disco de estúdio Canções Dentro da Noite Escura, lançado em 2005, foi também lançado pela revista com tiragem inicial de 21.000 exemplares. Em abril de 2007 lançou o álbum Acústico MTV, que foi premiado com o prêmio Grammy Latino na categoria melhor disco de rock, e como o próprio Lobão caracterizou, foi uma seleção "parcial" de sucessos do músico, contando, inclusive, com a participação especial do grupo Cachorro Grande, lançado pela Outracoisa.

No final de 2010, o cantor lançou sua biografia 50 Anos a Mil, ao lado do jornalista Cláudio Tognolli. O livro conta histórias inéditas e conhecidas sobre a vida do músico, além da letra de duas novas canções, Song for Sampa, em homenagem a São Paulo, e Das Tripas, Coração, em homenagem a Júlio Barroso (1953 - 1984), Cazuza (1958 - 1990) e a Ezequiel Neves (1935 - 2010). Junto com seu livro, Lobão, em parceria com a Sony Music, montou um box com 3 CDs mais o DVD do Acústico MTV, contendo as canções mais significativas dos 10 primeiros anos de sua carreira, todas as músicas escolhidas por ele e remasterizadas pelo produtor americano Roy Cicala, famoso por trabalhar com grandes nomes do Rock mundial, como John Lennon e Jimi Hendrix, e com os Brasileiros Nasi e Ciro Pessoa. Em meados de 2011, prestes a completar um ano de lançamento, 50 Anos a Mil chegou a marca de 100 mil cópias vendidas[4]. Desde o início de 2011, Lobão vem fazendo a turnê "Elétrico 2011". Em comemoração aos 30 anos de carreira solo, o cantor gravou em outubro de 2011, um DVD em São Paulo, no Citibank Hall[5]. O registro será lançado e distribuido pela Deckdisc em setembro de 2012. Além disso, Lobão começará a escrever um novo livro, que tem previsão de lançamento para o início de 2013, e o livro 50 Anos a Mil ira para as telas de cinema em 2014.





Ano                              Álbum
1982                   Cena de Cinema
1984                   Ronaldo foi pra Guerra (com Os Ronaldos)
1985                  Decadence Avec Élégance (com Os Ronaldos)
1986                   O Rock Errou
1987                   Vida Bandida
1988                    Cuidado!
1989                   Sob o Sol de Parador
1990                    Vivo
1991                   O Inferno é Fogo
1995                   Nostalgia da Modernidade
1998                    Noite
1999                   A Vida é Doce
2001                   2001: Uma Odisséia no Universo Paralelo
2005                    Canções Dentro da Noite Escura
2007                     Acústico MTV
2010            Box Lobão - 81-91 + DVD Acústico MTV201050 Anos a Mil Das Tripas, Coração/Song For Sampa)


 

2 comentários:

  1. Na verdade Decadence Avec Elegance foi um EP lançado ainda com os Ronaldos, onde a música-titulo era o lado A e Mal Nenhum o lado B.

    ResponderExcluir

Post Top Ad